Roda de Conversa: por que devo ir a uma?

Roda de Conversa: por que devo ir a uma?

A gestação é um momento de profundas alterações no estilo de vida da mulher e das pessoas que a acompanham. Se normalmente já buscamos identificação e pertencimento em nossas vidas, durante a gravidez (e também no pós-parto) essas necessidades se intensificam. É muito comum surgirem medos, angústias e inseguranças que nem sabíamos que estavam ali, fazendo com que o acolhimento e o acesso à informação sobre o período se tornem fundamentais.

Mas onde buscar essa informação? Como conseguir o tão importante e desejado acolhimento? O apoio social e emocional que o casal/família precisa pode estar em diversos lugares. Muitas mulheres conseguem suprir sua necessidade na internet, em grupos de apoio virtuais e páginas especializadas. Outras preferem conversar sobre seus medos e angústias com a equipe escolhida para acompanhar a gravidez e o parto. Ainda há aquelas que encontram conforto nas palavras de amigas que estejam passando pela mesma situação.

As rodas de encontro e conversa entre grávidas e mães também são uma poderosa ferramenta de troca de apoio e informações.

Contato “real”
Por mais que você esteja bem informada e participe de muitos grupos em redes sociais, estar em contato com pessoas da “vida real” é extremamente importante. Abraçar, chorar e rir junto, ouvir as vozes, sentar ao lado são experiências reconfortantes para uma gestante e sua família. Saber como são as histórias sem a edição do mundo “online” pode ser uma experiência muito rica e completa.

Acolhimento
Nada melhor do que o alívio de perceber que há outras pessoas no mesmo barco. Mulheres e famílias que compartilham das mesmas dúvidas e inseguranças certamente estarão numa roda de gestantes com você. É possível trocar ideias com elas e ter a certeza de que as suas angústias são importantes e merecem ser ditas e ouvidas.

Convencimento familiar
Você quer um parto natural domiciliar, mas seu marido sempre achou a cesárea uma opção limpinha e segura? Você está cansada de mandar textos e referências para a sua família e ninguém dá bola, achando que você está seguindo uma “modinha da internet”? Leve-os a uma roda de conversa! Lá eles terão contato com histórias reais e poderão ver que você não é a única que pensa em parto natural, por exemplo. Ou que acha parto domiciliar uma opção legal para uma gestação de baixo risco (risco habitual). Conversar com outras pessoas que têm interesses afins pode abrir a cabeça de quem ainda não está totalmente convencido.

Conhecer equipe
A equipe que você tem afinidade está promovendo uma roda de gestantes? Excelente! É uma ótima oportunidade de conhecer esses profissionais, saber o que pensam, como agem, sentir a vibração deles e ver se rola “aquele clima” entre vocês. A construção do vínculo é uma base importante para uma gravidez e parto mais tranquilos. Aproveite a oportunidade e vá conhecer a equipe na roda de conversa!


Relatar uma experiência e ressignificar vivências

Se você já teve o seu filho, ir a uma roda também pode ser muito legal para relatar a sua experiência e encontrar mulheres no mesmo momento de vida. Sua história pode ser de grande ajuda para quem ainda não passou por isso e você ainda terá a possibilidade de reviver o que passou e dar novos significados às suas vivências. É uma oportunidade de escuta atenta e acolhimento.

Desmistificar questões
Seja ouvindo ou relatando, uma roda de conversa é sempre uma excelente oportunidade de desconstrução de valores e desmistificação de (pré)conceitos. Ao ouvir relatos, você dá um passo a frente para lidar melhor com seus medos e angústias, além de conseguir maior compreensão dos processos de gravidez, parto e pós-parto.

Tirar dúvidas
Se o que você quer mesmo é tirar suas dúvidas, a roda de conversa também pode ser o ambiente ideal. A não ser que a sua questão seja muito específica e pessoal, qualquer assunto pode ser abordado em uma roda. Além de ter profissionais à disposição para explicar o que você quer saber, as demais participantes também podem ajudar e indicar fontes e referências.

Na cidade do Rio de Janeiro, existem diversas equipes e grupos se reunindo quase todos os finais de semana e em alguns dias da semana, nos mais distintos bairros. Informe-se, escolha a roda que você preferir e participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *